quinta-feira, maio 30, 2024
InícioPolíciaPolícia Civil prende em Sidrolândia, homem acusado de estupro de vulnerável e...

Polícia Civil prende em Sidrolândia, homem acusado de estupro de vulnerável e pornografia infantil

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Sidrolândia, prendeu nesta terça-feira, 06/02, em flagrante, um homem de 56 anos de idade, acusado de estuprar a neta de 9 anos de idade e de tirar fotos íntimas da menor. A prisão em flagrante se deu a partir do registro do boletim de ocorrência.

A mãe da vítima contou aos policiais civis, que visualizou no celular de seu pai, fotos íntimas da filha dela e ao conversar com a criança, a menina informou que não sabia dessas fotos e que há algum tempo o avô estaria passando a mão em suas partes íntimas (seios e genitália), dizendo ainda que poucas horas antes ele teria passado a mão nela.

Desesperada, a comunicante iniciou uma discussão com o autor. Ele se desculpou e implorou para que ela não procurasse a polícia.

Devido à gravidade dos fatos, a mãe da criança imediatamente procurou a Delegacia. Diante do risco de fuga do autor e da seriedade da situação, equipes da Delegacia de Sidrolândia saíram em buscas pela cidade e conseguiram encontrar o autor na rodoviária, prestes a embarcar para Campo Grande-MS.

Ao avistar os policiais, o autor tentou fugir, mas foi contido e conduzido para a unidade policial. A criança passou por atendimento psicológico e confirmou os abusos sofridos, relatando que “estava muito feliz com a prisão do avô e que agora ela não iria mais precisar ficar com medo dele”.

Em interrogatório, o indivíduo confessou que tirou fotos da sua neta e não soube dizer o motivo, relatando que acredita que foram “forças malignas” que o fizeram fazer tal ato. Em relação ao abuso sexual, negou, dizendo que apenas passava mão na sua neta como forma de carinho.

Diante dos fatos, ele foi preso em flagrante e indicado pelos crimes do art. 217-A, CP e 240 do ECA.

 

Fonte: Policia Civil MS

VEJA TAMBÉM

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais Matérias

Comentários