segunda-feira, maio 20, 2024
InícioPolíciaPolícia Civil recaptura foragido da Máxima

Polícia Civil recaptura foragido da Máxima

A Polícia Civil do Estado de Mato Grosso do Sul, por intermédio da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Bancos, Assaltos e Sequestros – GARRAS, com apoio da Gerência de Inteligência da AGEPEN – GISP, recapturou, na noite de ontem, 06/03, N.A.M. (32), indivíduo que fugiu do Presídio de Segurança Máxima “Jair Ferreira Carvalho”, em Campo Grande-MS, na última segunda-feira (04/03/2024). 

 

Após a notícia da fuga do presídio de segurança máxima, neste município, uma equipe do GARRAS passou a realizar diligências veladas e de inteligência no sentido de recapturar o fugitivo. Neste ínterim, a equipe policial tomou conhecimento que o fugitivo, N.A.M. (32), seria faccionado de uma organização criminosa e estaria acionando outros integrantes para realizarem seu “resgate” no local em que estaria escondido, para transportá-lo até a fronteira do Brasil com o Paraguai. 

 

Com isto, a equipe conseguiu monitorar indivíduos ligados ao fugitivo e conseguiu descobrir o esconderijo em que ele estava. N.A.M. foi visualizado no momento em que recepcionava uma mulher, em frente à residência onde se escondia, situada no Bairro Campo Alto.

 

Imediatamente foi dada voz de prisão a N.A.M., que não obedeceu e tentou fugir, adentrando no imóvel e pulando o muro dos fundos. A equipe, então, iniciou perseguição, sendo que, outros cinco indivíduos que estavam na residência auxiliaram nesta fuga. 

 

Durante a perseguição, N.A.M. adentrou em um condomínio de casas, que fazia divisa com a residência onde se escondia, passando a invadir outros diversos imóveis, pulando muro por muro, se escondendo em uma casa em construção. A equipe policial conseguiu localizá-lo na laje deste último imóvel, capturando-o.

 

Em relação aos outros indivíduos que estavam na residência em que N.A.M. estava escondido, um deles – J.V.S.M. (23) – também possuía mandado de prisão em seu desfavor, pelos crimes de tráfico de drogas e corrupção de menores. 

 

Em entrevistas preliminares, a equipe do GARRAS obteve a informação de que, além dos foragidos N.A.M. e J.V.S.M., o outro indivíduo que fugiu do presídio de segurança máxima na última segunda-feira, também estava ali momentos antes, de forma que a residência funcionaria como verdadeiro “hotel do crime”, que refugiava foragidos da Justiça. 

 

Desta forma, os outros quatro indivíduos que auxiliaram N.A.M. e J.V.S.M. tanto com estadia, quanto com alimentação, foram autuados pelo crime de favorecimento pessoal. Desta forma, E.R.S.S. (18), L.C.O.J. (23), M.C.O. (28) e M.B.S. (23) também foram conduzidos para o GARRAS.

Fonte: Policia Civil MS

VEJA TAMBÉM

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais Matérias

Comentários