sábado, maio 18, 2024
InícioPolíciaPolícia Civil esclarece autoria de morte, em que vítima teria sido acusada...

Polícia Civil esclarece autoria de morte, em que vítima teria sido acusada de furto e perseguida por moradores em Três Lagoas

A Polícia Civil esclareceu nesta quarta-feira, 17/01, uma ocorrência registrada como morte a esclarecer, ocorrida no município de Três lagoas, na madrugada do dia 10 de janeiro deste ano. Um homem de 23 anos e outro de 21 foram ouvidos na delegacia e confessaram envolvimento.

Segundo apurado, na data citada, a Polícia Militar foi acionada para comparecer na rua José Sebastião de Souza, em frente ao nº 213, bairro Santos Dumont, próximo a feira livre, onde haveria um corpo caído em via pública. O homem, identificado como sendo Deivid Lucas Marques da Silva, de 30 anos de idade, teria sido perseguido por moradores da região, sob acusação de estar praticando furtos.

A vítima possui diversas passagens pela polícia e, inclusive, era foragido do sistema prisional local. Assim que tomou conhecimento da morte, a Polícia Civil iniciou trabalho investigativo para identificar as pessoas envolvidas.

Com as investigações iniciadas pela equipe da Seção de Investigações Gerais de Três Lagoas (SIG/TL), constatou-se que a vítima teria sido contida por dois indivíduos, com os quais entrou em luta corporal, sendo que um deles aplicou um golpe do tipo “mata leão”, chegando a rolar pelo piso asfáltico, causando-lhe uma lesão no pescoço, o que o levou a óbito. O IML atestou que a causa morte foi “HIPOXIA CEREBRAL, DEVIDO ASFIXIA MECÂNICA POR CONSTRIÇÃO DO PESCOÇO”.

Os envolvidos na morte foram identificados como sendo eles: J.V.B.O., 23 anos e L.M.S.B, 21 anos, (autor do golpe “mata leão”). Eles são moradores da região onde o corpo foi localizado.

Na delegacia, os envolvidos confessaram a participação na morte da vítima, alegando que tinham intenção apenas de contê-lo, pois ele foi flagrado pulando muros de quintais ali da região e passou a ser perseguido por moradores. Informaram, ainda, que tentaram reanimar a vítima e solicitaram apoio do SAMU.

Eles foram ouvidos e liberados. O Inquérito Policial segue em andamento  para melhor apurar os fatos e posteriormente será encaminhado ao Poder Judiciário.

Denúncias podem ser realizadas pelos telefones 67.3929.1173, 67.3521.4984 ou 67-9.9226.8210(WhatsApp).

Fonte: Policia Civil MS

VEJA TAMBÉM

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais Matérias

Comentários