domingo, junho 23, 2024
InícioPolíciaForagido da Penitenciária de Ponta Porã é preso em ação conjunta entre...

Foragido da Penitenciária de Ponta Porã é preso em ação conjunta entre Polícias Civis de Mato Grosso do Sul e Goiás

Uma ação conjunta realizada nesta segunda-feira, 22/01, entre as Polícias Civis do Estado de Mato Grosso do Sul e Goiás, resultou na prisão de um homem de 36 anos, que havia fugido de uma unidade prisional no ano de 2021. A ação de recaptura contou também com o apoio da Polícia Penal.

Segundo apurado, N.M.B.F., 36 anos, juntamente com C.G.S., 24 anos, escaparam da unidade penal pelo portal principal da Unidade Penal Ricardo Brandão no dia 02/07/2021, após renderem uma funcionária. A dupla conseguiu chegar até a saída, ameaçando a mulher e forçando a saída diante dos agentes penais presentes no local. Uma vez do lado de fora, eles embarcaram em uma caminhonete aparentemente branca e desapareceram.

Essa fuga foi objeto de investigação do DRACCO (Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado) da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul, que acabou por deflagrar a operação “La Catedral” em 06/01/2022, que resultou na prisão de cinco policiais penais denunciados por corrupção e organização criminosa. C.G.S. já havia sido recapturado e na noite de 22/01/2023, N.M.B.F. foi localizado e preso após um trabalho conjunto de inteligência entre as Polícias Civis de Mato Grosso do Sul e Goiás.

A operação contou com a participação de policiais civis do DRACCO/PCMS, DECCOR/DEIC/ e 8 DRP da PCGO, com apoio do DOP/AGEPEN. Durante as diligências foram cumpridos um mandado de prisão e apreendidas uma pistola semiautomática de uso restrito, bem como uma CNH ideologicamente falsa, utilizada pelo investigado, resultado também na sua prisão em flagrante. Ele foi preso no Estado de Goiás.

A prisão de N.M.B.F. é resultado do esforço conjunto das autoridades policiais na luta contra o crime organizado e a corrupção, ao retirar de circulação indivíduo que conta com diversas condenações por tráfico de drogas, uso de documento falso e roubo, tendo mais de 16 anos de prisão a cumprir. A colaboração entre as diferentes unidades e a troca de informações foram fundamentais para o sucesso da operação.

O preso será encaminhado às autoridades competentes para responder pelos crimes pelos quais é acusado. O capturado também será ouvido a respeito das circunstâncias de sua fuga, processo que se encontra em andamento.

 

Fonte: Policia Civil MS

VEJA TAMBÉM

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais Matérias

Comentários