quinta-feira, junho 13, 2024
InícioPolíciaPolícia Civil prende casal pela prática de homicídio qualificado na forma tentada...

Polícia Civil prende casal pela prática de homicídio qualificado na forma tentada praticado contra criança de dois anos em Campo Grande

Na manhã desta quinta-feira, 01/02, a Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente-DEPCA, prendeu um casal responsável pela violência contra um menino de 2 anos de idade, que está em estado grave no Hospital Santa Casa de Campo Grande-MS. Eles irão responder por homicídio qualificado na forma tentada.

Segundo apurado, no dia 23/01/2024, uma criança de 2 anos deu entrada na Santa Casa com ferimentos graves, inclusive traumatismo craniano. A genitora relatou que o filho teria se acidentado em casa, enquanto brincava com a irmã de 4 anos. A menina teria empurrado o irmão, que caiu de uma escada.

No entanto, chamou a atenção a gravidade das lesões, que atingiram órgãos vitais e não eram compatíveis com a queda narrada pela mãe.
Foi registrada ocorrência de abandono de incapaz, no entanto, as investigações apuraram que, em verdade, o menino não foi vítima de um acidente, mas, sim, de violência.

A mãe e o padrasto tentaram manipular as investigações, mentindo, primeiramente, sobre o local dos fatos. Informaram à equipe do SAMU, que fez o primeiro atendimento, que o menino teria caído em via pública.

As equipes de investigação conseguiram apurar que mãe e padrasto eram pessoas em situação de rua e, juntamente com as crianças, invadiam casas, para morar. A última casa invadida pelo casal foi localizada e a perícia confirmou que seria o local dos fatos.

Foi possível constatar que não havia, na residência, um local em que pudesse ocorrer acidente que provocasse as lesões sofridas pela vítima.
Foram localizadas também imagens de câmeras de segurança que mostraram o exato momento em que o padrasto e a mãe saem com o menino nos braços, em direção ao local onde o SAMU fez o primeiro atendimento.

Restou evidenciado que tanto o padrasto quanto a mãe estavam com a criança e esta não se lesionou acidentalmente. Representou-se assim pela prisão temporária do casal, que, tentou manter as versões de que a criança se acidentou, mas as investigações evidenciaram que o menino foi vítima de homicídio na forma tentada.

Todas as diligências necessárias foram concluídas, aguardando apenas os laudos periciais, para que o inquérito policial seja encerrado e remetido ao poder judiciário. Os detalhes do crime foram repassados hoje em coletiva de imprensa concedida pelas delegadas: Anne Karine Sanches Trevizan Duarte (titular da DEPCA) e Nelly Gomes dos Santos Macedo.

Fonte: Policia Civil MS

VEJA TAMBÉM

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais Matérias

Comentários