sábado, junho 22, 2024
InícioCapitalVereador Carlão alerta sobre a necessidade da união de esforços na luta...

Vereador Carlão alerta sobre a necessidade da união de esforços na luta contra o mosquito Aedes Aegypti

O vereador Carlos Augusto Borges (Carlão PSB), presidente da Câmara Municipal de Campo Grande, alertou nesta sexta-feira (26) sobre a necessidade da união de esforços entre o Poder Público e a população na luta contra o mosquito Aedes Aegypti, causador da dengue. Conforme destacou Carlão, ele tem cobrado do Executivo Municipal a realização de campanhas de conscientização, pulverização com o veneno “fumacê”, além das ações dos agentes de saúde intensificando visitas às casas para identificar focos e evitar a transmissão da dengue.

“Neste período de chuvas e calor intenso os casos de dengue costumam aumentar porque o mosquito se prolifera com mais facilidade e a união de todos é fundamental na luta contra a dengue e as demais doenças causadas pelo mosquito. Cada um, precisa fazer a sua parte na prevenção. Muitos focos estão nas casas nos vasos de planta, nas calhas entupidas e em lixo jogado no quintal. Precisamos estar atentos no combate aos focos. O poder público tem que fazer a sua parte, mas a conscientização da população nesta batalha é fundamental. Porque o mosquito que nasce no terreno do desatento pode vir picar na vizinhança que está cuidando do quintal”, destacou.

Conforme dados da Sesau, em janeiro já foram notificados mais de 375 casos de dengue em Campo Grande. Em todo o ano passado a Capital registrou 17.033 notificações de dengue e seis óbitos provocados pela doença. Foram notificados, de janeiro a dezembro de 2023, 92 casos de zika e 176 de chikungunya.

Nesta sexta-feira (26) a prefeitura de Campo Grande realiza uma blitz educativa no bairro Maria Aparecida Pedrossian, sobre a importância dos cuidados para evitar o aumento das doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti. O bairro está entre os que apresentam maior índice de infestação predial, conforme levantamento divulgado neste mês pela Coordenadoria de Vetores (CCEV). Por isso, os agentes estão vistoriando casas e comércios do bairro, orientando os moradores sobre as medidas de prevenção e combate à doença, além de eliminarem o foco do mosquito.

O maior número de focos é encontrado em pequenos depósitos de água, como garrafas, vasos de plantas, embalagens plásticas, entre outros.

Janaina Gaspar
Assessoria de imprensa do Vereador

Fonte

VEJA TAMBÉM

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais Matérias

Comentários