quarta-feira, abril 24, 2024
InícioDestaqueGoverno de MS mantém agenda municipalista com definição de prioridades para o...

Governo de MS mantém agenda municipalista com definição de prioridades para o município de Juti

Com planejamento e olhar técnico para atender as principais demandas dos 79 municípios de Mato Grosso do Sul, o Governo do Estado dá continuidade à série de reuniões para pontuar as prioridades e contribuir para a melhoria das cidades.

Nesta segunda-feira (19), o governador, Eduardo Riedel, recebeu o prefeito de Juti, Gilson Cruz, juntamente com os secretários Eduardo Rocha (Casa Civil) e Hélio Peluffo (Seilog), além da equipe de secretários do município, vereadores, deputados federais e estaduais.

“Estamos conversando com os prefeitos e prefeitas, ajustando os investimentos que o Estado tem feito nos municípios. O processo de execução de obras permaneceu em 2023. Agora é o momento de avaliar, planejar, seguindo a ordem de prioridade dos municípios. E em breve vamos avançar na área dos serviços, na saúde e educação, e a parceria precisa se estreitar para termos resultados melhores”, afirmou Riedel.

Para o prefeito, Gilson Cruz, o planejamento do Estado demostra o cuidado com os municípios. “É muito importante, esse governo é municipalista e por isso tem o olhar para os pequenos municípios. O Riedel tem conhecimento técnico e vê os municípios com olhar clínico, de ajudar. Vamos ter investimento na drenagem asfáltica e casas populares, por meio do programa ‘Lote Urbanizado’ que vai ser encaminhado esta semana, para estudo técnico, pois temos terreno próprio, mas a gente precisa de investimento para colocar as pessoas em moradia digna”.

Entre os investimentos solicitados por Juti estão obras específicas para drenagem da área urbana. “Nós temos uma obra de pavimentação que está 75% concluída, algo em torno de R$ 12 milhões a R$ 14 milhões em investimentos. O governador autorizou estudo no Bairro Um e Bairro Paraguai, e pediu para ajustar o projeto que tem volume grande de drenagem. Vamos tentar diminuir este custo fazendo lagoas de retenção, que é um sistema mais moderno, não joga a água na calha do rio, segura dentro da cidade, é ambientalmente correto, diminui custo”, disse Peluffo.

Atualmente o Governo do Estado mantém investimento de R$ 4,3 milhões para reforma geral e ampliação da EE 31 de Março, que atende quase 700 estudantes, além de obras de infraestrutura urbana para saneamento – mais de R$ 1,7 milhão – e R$ 14,9 milhões para pavimentação asfáltica e drenagem em diversas ruas, e construção de pontes de concreto sobre o Rio Laranjai e córrego Moroti – em estradas vicinais que ligam Juti até Naviraí.

Natalia Yahn, Comunicação Governo de MS
Fotos: Saul Schramm

Fonte: Agencia de Notícias – MS

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Most Popular

Recent Comments