sábado, junho 22, 2024
InícioPolíticaGestão do prefeito de Terenos é considerada boa ou ótima para 45%...

Gestão do prefeito de Terenos é considerada boa ou ótima para 45% da população

Pesquisa do Instituto Ranking Brasil Inteligência, encomendada pelo site Diário MS News e registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o nº MS-02449/2024, revelou que a administração do prefeito de Terenos, Henrique Wancura (PSDB), é considerada boa ou ótima para 45% dos entrevistados.

Ainda de acordo com o levantamento, realizado no período de 26 a 30 de janeiro deste ano junto a 300 moradores de Terenos com 16 anos ou mais de idade, 31,33% dos entrevistados disseram que a gestão de Henrique Wancura é regular e 18% declararam que o governo dele é ruim ou péssimo, sendo que 5,67% não sabem ou não responderam.

Câmara Municipal

Já a Câmara Municipal de Terenos, conforme a pesquisa do Instituto Ranking Brasil Inteligência, é considerada boa ou ótima para 26% dos entrevistados, regular para 34,33% e ruim ou péssima para 21,67%, enquanto 18% não sabem ou não responderam.

O levantamento também traz a avaliação dos vereadores de Terenos e Henrique Renovo teve o maior percentual, com 7%, seguido por Marquinhos da Van, com 6%, Silvio da Estação, com 5,33%, Lucilha de Almeida, com 5%, José Paraíba, com 4,67%, e Bexiga, com 4,33%.

Mais atrás aparecem os vereadores Joilson Dias, com 4%, Xiru, com 3,67%, Caco, com 3,33%, Ricardinho, com 3%, e Marcelo da Barraca, com 2,67%, sendo que 51% não sabem ou não responderam.

Governador Riedel

O Instituto Ranking Brasil Inteligência também avaliou que o governador Eduardo Riedel (PSDB) no município é considerado bom ou ótimo para 45,33% dos entrevistados, enquanto 27% disseram que é regular, 15,67% opinaram que é ruim ou péssimo e 12% não sabem ou não responderam.

Presidente Lula

Com relação ao presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), 32% dos entrevistados consideraram bom ou ótimo, 25,67% disseram que é regular, 37,33% afirmaram que é ruim ou péssimo e 5% não sabem ou não responderam.

O que melhorou

O Instituto Ranking Brasil Inteligência ainda perguntou aos entrevistados o que melhorou nos últimos quatro anos em Terenos e a maioria disse que foi a educação, com 12,33%, depois aparecem o recapeamento e o asfalto, com 10%, a reforma dos postos de saúde, com 9,33%, a habitação popular, com 8%, o crescimento do comércio, com 7,67%, e a limpeza, com 5,33%.

Os moradores de Terenos também falaram que melhorou a infraestrutura da cidade, com 4,67%, a geração de emprego, com 4,33%, o desenvolvimento, com 4%, e as estradas vicinais e as pontes de madeira, com 3,67%, sendo que 3% citaram outros temas e 27,67% não sabem ou não responderam.

Maiores problemas

O Instituto Ranking levantou quais são os maiores problemas do município de Terenos e a maioria dos entrevistados apontou à saúde (falta de remédios e de remédios), que obteve 24%. Depois, aparecem a falta de asfalto e tapa-buracos, com 13,67%, a falta de segurança pública e de policiamento, com 11,33%, e falta de manutenção das estradas vicinais e das pontes de madeira, com 10%.

Logo em seguida são citados como principais problemas a falta de emprego, com 9,33%, falta de melhorias no trânsito e na sinalização das ruas, com 8,67%, falta de moradias populares, com 8%, obras paradas, com 7,67%, custo de vida alto, com 6%, falta de saneamento básico, com 5,67%, falta de infraestrutura, com 4,67%, melhorar o sinal de Internet e da telefonia celular, com 4,33%, trazer novas indústrias, com 4%, e falta de lazer, esportes e shows, com 3,67%.

Também foram apontados como problemas a falta de ajuda aos assentados, com 3,33%, a falta de limpeza pública, com 3%, falta de iluminação pública, com 3%, e queda de energia elétrica e falta de água, com 2,67%, sendo que 2,33% dos entrevistados apontaram outros problemas e 5,67% não sabem ou não responderam.

RANKING BRASIL INTELIGÊNCIA

Contato: (67) 99968-0055 (WhatsApp)

E-mail: [email protected]

www.rankingpesquisa.com.br

Fonte

VEJA TAMBÉM

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais Matérias

Comentários