quarta-feira, maio 29, 2024
InícioCapitalDesembargador investigado é afastado do TJMS

Desembargador investigado é afastado do TJMS

O presidente do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), desembargador Sérgio Fernandes Martins, afastando preventivamente o desembargador Divoncir Schreiner Maran. A decisão foi publicada no Diário da Justiça.

Alvo de operação da PF (Polícia Federal) nesta quinta-feira (dia 8), o desembargador Divoncir está sendo investigado pelo CNJ (Conselho Nacional de Justiça) sobre a legalidade da decisão que resultou na fuga do narcotraficante Gerson Palermo, condenado a 126 anos de prisão.

Conforme a justificativa, o afastamento cumpre à decisão proferida pela ministra do STJ (Superior Tribunal de Justiça), Maria Isabel Gallotti.

O presidente do Judiciário também nomeou o juiz de direito substituto em segundo grau, doutor Waldir Marques, para atuar no acervo processual do gabinete de Divoncir, junto à 1ª Câmara Cível e 1ª Seção Cível, a partir de hoje até ulterior deliberação.

Apesar de haver outros servidores envolvidos na operação, não houve o afastamento deles oficialmente no diário.

Narcotraficante

Gerson Palermo é piloto de avião, acumula passagens pela polícia desde 1991 e é chefe do tráfico de cocaína. O crime mais ousado foi no ano 2000, quando sequestrou um Boeing da Vasp.

Até março de 2020, ele estava preso por condenação na operação All In, realizada pela PF. De acordo com a sentença da Justiça Federal, Palermo tem histórico de “façanhas criminais” e cogitou até uma “fuga de cinema” para o genro preso.

Ele conseguiu soltura durante a pandemia. A defesa alegou riscos de saúde e o desembargador concediu prisão domiciliar. Desde então, Gerson está desaparecido.

Fonte

VEJA TAMBÉM

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais Matérias

Comentários